Quanto pagou a Google aos media portugueses?

Dezembro 19, 2017 • Jornalismo, Negócio, Últimas • by

Financiamento da Google Digital News Initiative em 2017

A Impresa recebeu mais de um milhão de euros da Digital News Initiative (DNI), lançada pela Google em Fevereiro de 2016, para “ajudar a criar novas abordagens e dar às organizações de notícias europeias de todas as dimensões um espaço para criarem coisas novas, experimentarem e inovarem no espaço digital”.

Seguiu-se a a Plataforma de Media Privados (que inclui a mesma Impresa e ainda a Media Capital, Global Media Group, Cofina, Público e Rádio Renascença), que obteve 900 mil euros num único projecto, e o Público com 889 mil euros.

Mais de 5,7 milhões de euros foi o valor entregue a 20 projectos de entidades portuguesas. Na última ronda, cujos resultados foram divulgados na semana passada, a DNI entregou 1.069 milhões de euros a quatro projectos de jornalismo digital portugueses.

A Impresa conseguiu mais de 658 mil euros, enquanto a Global Notícias se ficou pelos 312 mil euros para um projecto algo semelhante ao da plataforma Nónio, tendo ainda no âmbito de protótipos sido entregues cerca de 49 mil euros ao Inesc Tec e outro tanto à Oko.

Segundo a Google, desde Fevereiro de 2016, foram avaliadas mais de 3.700 candidaturas com financiamento entregue a 461 entidades em 29 países.

Nessa data, 128 projectos receberam 27 milhões de euros (os valores por projecto não foram então divulgados), seguindo-se 24,2 milhões para 124 projectos em Novembro e 21,9 milhões para 107 projectos em Julho passado.

Esta última fase que terminou na semana passada teve um financiamento global de mais de 20,4 milhões de euros, para 102 projectos em 26 países europeus.

O total do financiamento a projectos aproximou-se assim dos 94 milhões de euros, quando a DNI se propunha chegar aos 150 milhões de euros.

Em Portugal, os projectos apoiados nestes dois anos – de médios e grandes a protótipos – foram os seguintes (por valor de financiamento agregado):

Impresa (Go Digital Publishing Platform): 658.462 euros
Impresa (Brand Lovers): 425 mil euros

Plataforma de Media Privados (Nonio – the Infrastructure to Set Navigation Route): 900 mil euros

Público (+Perto): 389 mil euros
Público (P24): 500 mil euros

Global Media Group (Smart Paywall): 312 mil euros
Global Media Group (JN Directo): valor não divulgado

Cofina Media (VideoBite): 350 mil euros
Cofina Media (COGNOS – Cognitive Network Of Statistics, para o Jornal de Negócios): valor não divulgado

Inesc Tec (AV360: Augmented Video 360): 49,860 euros
Inesc Tec (Stop PropagHate): 49.804 euros (que está igualmente envolvido no projecto com financiamento nacional CHIC, de “Cooperative Holistic View on Internet and Content“)

Visapress (Press Delivery Portal): 50 mil euros

Empresa Jornalística Região de Leiria (A region that brings us together): 50 mil euros

Universidade do Porto (Algorithmic Science News Agency): 49.480 euros

Oko (Intelligent News Feed): 49 mil euros

Alberto Pereira (CLOSER): 43 mil euros

Ricardo Lafuente (Taskforce): 43 mil euros

João Antunes (MArchiver): valor não divulgado

Lusa (Digital News Hub for the Portuguese Speaking World): valor não divulgado

Observador (Frames): valor não divulgado

Este artigo foi originalmente publicado no site TICTANK, onde também o pode encontrar.
Print Friendly, PDF & Email

Send this to friend